sexta-feira, 31 de março de 2017

Feche os olhos e...







Fechamos os olhos para garantir a memória da memória.
É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras.
O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio. 
Os cílios se mexem como pedais da memória.
Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível...
Fabrício Carpinejar



2 comentários:

Lili® Rampon disse...

Simplesmente M A R A V I L H O S O!!! Amo!

Rita Ataide disse...

Que lindo Jaluza...,scrapdecor, encantador!!